Arquivo da categoria: Top Chefs !

Alex Atala !!

E ai galera, quanto tempo em ? Pois é, a Pós tava acabando comigo, mas agora graças a Deus estou de férias hahaha e posso voltar a escrever !!

Hoje vou falar um pouco para vocês sobre Alex Atala, o melhor Chef de Cozinha da América do Sul, e um cara que eu admiro muito.

Milad Alexandre Mack Atala (São Paulo, 3 de junho de 1968), mais conhecido como Alex Atala, é um chef de cozinha brasileiro. Eleito chef do ano pelo Guia Quatro Rodas em 2006, o seu restaurante, D.O.M., foi considerado 7º melhor restaurante do mundo e o melhor da América do Sul, segundo a lista San Pellegrino World’s 50 Best Restaurants de 2011.

Ele apresenta programa de televisão, já desfilou para o estilista Ricardo Almeida e está na lista dos 25 homens mais sexy do Brasil (sinceramente não sei porque, acho que a cozinha faz milagre haha). Apesar de todas as credenciais de celebridade, o verdadeiro lugar do paulistano Alex Atala, 37 anos, é na cozinha. Apresentador do Mesa para Dois, do canal a cabo GNT, Atala foi recentemente eleito o melhor chef de São Paulo pelo trabalho à frente do seu conceituadíssimo e badalado restaurante D.O.M. – onde um jantar sem vinho não sai por menos de R$ 100 por pessoa e algumas refeições, como o menu-degustação, composto por oito pratos, podem ultrapassar os R$ 200. Ex-punk e ex-DJ do Rose Bom Bom (boate ícone da noite paulistana dos anos 80), Atala tem três filhos: Pedro, 11 anos, de seu primeiro casamento, e os gêmeos Joana e Tomás, de 3 anos, da relação com a estilista Márcia Lagos, sua mulher há seis anos.

Biografia

Filho de Milad Atala, funcionário administrativo de uma indústria de borracha, Alex nasceu em uma família de classe média de origem palestina, no bairro da Mooca, e foi criado em São Bernardo do Campo. Dotado de um temperamento “determinado, teimoso até”, como definiu o seu pai, ele aderiu ao estilo punk rock e, com quatorze anos, deixou a a casa dos pais e foi para São Paulo, onde trabalhou como DJ no lendário clube Rose Bom Bom.

Aos dezoito anos, viajou para a Europa como mochileiro e trabalhou pintando paredes na Bélgica. Por sugestão de um amigo, fez um curso profissionalizante de gastronomia e, em seguida, trabalhou em restaurantes na Bélgica, na França e na Itália, aperfeiçoando seus conhecimentos da arte culinária. Assim, aprendeu inglês, francês e italiano.

De volta a São Paulo, trabalhou no restaurante Sushi Pasta, porém o sucesso veio quando foi chamado para renovar o cardápio do extinto restaurante Filomena. Por esse trabalho foi eleito o Melhor Jovem Chef pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes Diferenciados. Lá criou uma entrada de alho assado e outros grandes pratos, como manga grelhada com pimenta branca e molho de maracujá. Atala também trabalhou no restaurante 72, antes de inaugurar o Namesa, em 1999, restaurante que ainda serve comidas rápidas na região dos Jardins.

Em 2007, o D.O.M. figurou em 40º lugar na lista dos melhores restaurantes do mundo (San Pellegrino World’s 50 Best Restaurants) e foi incluído no guia organizado pela revista londrina Restaurant. No topo da lista figurava o restaurante de cozinha contemporânea El Bulli, do chef catalão Ferran Adrià. Amigo pessoal de Atala, Adrià é considerado o “papa” da culinária de desconstrução e o mais influente chef do mundo. Em 2009, o D.O.M. passou à 24ª posição na lista e, em 2010, passou à 18ª posição.

Alex é um defensor da culinária regional, como expressa em seu livro Por uma Gastronomia Brasileira, e coloca a culinária amazônica, especificamente a paraense, como base de alguns de seus melhores pratos. Ela planeja, em breve, a abertura de um restaurante de culinária regional brasileira.

O reconhecimento pelo grande público através do seu programa televisivo Mesa para Dois, no canal GNT, da Globosat, no qual se apresenta com a Chef carioca Flávia Quaresma, do restaurante francês Carême.

Eu separei uma entrevista que acho uma das melhores de Alex Atala, não vou colar aqui porque é um pouco extensa, mas segue o link pra quem quiser ler, a entrevista é ótima.

http://www.terra.com.br/istoegente/320/entrevista/index.htm

Outra coisa que vale a pena se lembrar é a participação de Atala no programa Roda Viva da TV Cultura (ótimo programa por sinal).

Quem quiser pode ver os 4 blocos da entrevista aqui  |
V

Livros

Atala escreveu alguns livros muito bons, para quem é da área da gastronomia ou simplesmente curte o assunto, são boas aquisições, abaixo vocês podem ver os títulos e a faixa de preço:

“Por uma Gastronomia Brasileira” – Alex Atala – Editora Bei, 2003

Preço: R$ 80,00 a R$ 100,00

“Com Unhas, Dentes & Cuca” – Alex Atala – Editora Senac, 2008

Preço: R$ 70,00 a R$ 80,00

“Escoffianas Brasileiras” – Alex Atala – Editora Larousse Brasil, 2008

Preço: R$ 150,00 a R$ 250,00

Como já disse Atala recebeu o prêmio pelo D.O.M. ,considerado o sétimo melhor restaurante do mundo.

A lista é organizada pela revista britânica “Restaurant”, que realiza na noite desta segunda-feira (18), em Londres, uma cerimônia para os eleitos. O ranking é feito a partir de votos de mais de 800 jurados ligados à gastronomia em várias partes do mundo.

Três brasileiros estão presentes na lista de melhores restaurante do mundo em 2011. Além de D.O.M., estão no ranking Fasano, do restaurateur Rogério Fasano, na 59ª posição, e Maní, dos chefs Helena Rizzo e Daniel Redondo, na 74ª.

O restaurante dinamarquês Noma, do chef René Redzepi, manteve-se pelo segundo ano no topo da lista enquanto Ferran Adrià, que no ano passado recebeu nessa mesma premiação o reconhecimento de melhor chef da década, ficou de fora este ano devido ao fechamento de seu El Bulli em julho (que já falamos sobre ele aqui).

Confira a lista de dez melhores restaurantes do mundo:

1 – Noma (Dinamarca)

2 – El Celler de Can Roca (Espanha)

3 – Mugaritz (Espanha)

4 – Osteria Francescana (Itália)

5 – The Fat Duck (Reino Unido)

6 – Alinea (EUA)

7 – D.O.M. (Brasil)

8 – Arzak – Espanha

9 – Le Chateaubriand (França)

10 – Per Se (EUA)

Farei um Post falando sobre a eleição dos melhores do mundo e falarei um pouco de cada restaurante e seus Chefs, mas isso é assunto para outro dia !!

Espero que tenham gostado do Post, se quiserem mais informações ou até fazer uma reserva no D.O.M. segue o link abaixo, há se fizerem uma reserva me convidem, a bebida eu pago hahaha, um abraço e até a próxima !!

http://www.domrestaurante.com.br/

Luis Paulo Carminatti.
 


A melhor mulher do mundo – na cozinha !

Bom dia a todos, a semana está apenas começando, mas fiquem tranqüilos que a sexta feira já chega e vocês já terão um novo drink para beber haha !

Hoje vim aqui falar para vocês um pouco sobre uma matéria que li no jornal Folha de São Paulo, sobre a Chef de Cozinha francesa Anne-Sophie Pic, que recentemente foi eleita a melhor chef de cozinha do mundo entre as mulheres.

Vamos ler a matéria:

A francesa Anne-Sophie Pic, que comanda a cozinha do restaurante Maison Pic, foi escolhida a melhor chef do mundo entre as mulheres.

A eleição foi promovida pela conceituada revista “Restaurant” e faz parte da premiação S. Pellegrino World’s 50 Best Restaurants Awards. Outros vencedores, escolhidos por mais de 800 especialistas da área de gastronomia, serão anunciados na próxima segunda-feira (18).

A categoria dedicada às mulheres foi criada este ano.

Anne-Sophie Pic já conquistou em seu restaurante três estrelas do guia Michelin (classificação máxima do guia). Ela foi apenas a quarta mulher a conquistar a terceira estrela.

O restaurante Maison Pic fica em Valença, no sul da França.

Na minha opinião, estão mais do que certos em criar uma categoria só feminina, pois as mulheres merecem esse espaço(que é quase sempre ocupado por homens), parabéns a ela que é uma chef já consagrada e que mereceu este prêmio pelo tempo em que vem representando brilhantemente as mulheres no ramo da gastronomia.

Confiram o Blog de Anne Sophie para maiores informações sobre seu trabalho: http://blog.pic-valence.com/

Comentem o que vocês acham dela, desta premiação, se gostaram do Post e da Matéria !! Enfim, comentem haha

Obrigado a todos até a próxima !!!

Filipe Bacar de Goes

Fonte: Folha de São Paulo


Jamie Oliver, um Chef sem mistérios !

Bom dia a todos como prometi a vocês não iria parar somente no primeiro post hehe, então aqui estou para falar um pouco dessa figura que a mim agrada muito na cozinha James Trevor Oliver, ou simplesmente Jamie Oliver é um chef de cozinha e personalidade televisiva do Reino Unido. É conhecido pelo uso de alimentos naturais e orgânicos e por seu trabalho recente em mudar hábitos alimentares nas escolas britânicas.

Jamie cresceu na pequena vila de Clavering, Essex. Seus pais tinham um pub, típico bar inglês, chamado The Cricketers. Ele teve dificuldades na escola, devido à dislexia, e não se formou em nenhum curso regular, embora tenha aproveitado para formar sua banda de música, Scarlet Division. Com 16 anos entrou na escola de culinária de Westminster e começou a trabalhar com o chefe londrino Genaro Contaldo, que considera seu mentor na culinária.

JAMIE EM UM DOS SEUS PROGRAMAS DE TV

Sua primeira aparição na televisão foi em 1996, quando foi descoberto por uma produtora enquanto trabalhava em um restaurante. Ela o viu em um documentário e imediatamente reconheceu seu potencial. Duas temporadas de The Naked Chef foram feitas em 1998 e1999.

Em 24 de junho de 2000, Jamie casou com Juliette Norton, mais conhecida como Jools. O casal conheceu-se em 1993 e teve duas filhas: Poppy Honey (nascida em março de 2002) e Daisy Boo (nascida em 11 de abril de2003). Eles moram em Hampstead, Londres.

Após uma breve apresentação no programa de televisão, sua banda foi contratada pela gravadora Sony, tendo um CD com algum sucesso. Mas por falta de tempo, Jamie saiu da banda e o contrato foi rompido. A música tema dos programas, Just Start ficou muito popular em vários países.

Seu programa de maior sucesso em todo mundo foi Oliver’s Twist, seguido de séries especiais, como os programas sobre sua viagem à Itália, e sua cruzadas pela boa alimentação. Antigamente produzidos pela BBC, atualmente o são pelo Channel 4.

THE FIFTEEN

Um dos projetos de maior repercussão foi o restaurante Fifteen, destinado a dar oportunidade de treinamento e carreira na gastronomia a jovens com desvantagens sociais, que foi acompanhado por um documentário na televisão. Também sua cruzada por alimentos orgânicos e naturais e por uma reforma no sistema da merenda escolar nas escolas britânicas, baseados até então em alimentos industrializados e fast-food, que ele propôs trocar por refeições balanceadas, naturais e ricas em verduras e fibras, foi polêmica e trouxe notoriedade e respeito por sua figura.

Por seus esforços em prol da sociedade, foi indicado em 2003, como Membro do Império Britânico pela rainha Elizabeth II.

“‘Food revolution’ é uma proposta de salvar a saúde da América [principalmente Estados Unidos], através de uma mudança na maneira de como você come. Não é apenas um programa de TV, é um movimento para você, sua família e comunidade. Eduque sua forma de comer e cozinhar”, afirma Jamie.

A maioria dos chefs de cozinha não revela seus principais segredos, mas alguns como o inglês Jamie Oliver, deixam suas cozinhas abertas ao público. Jamie Oliver é um dos chefs mais famosos da Inglaterra e sempre foi a favor de uma alimentação mais saudável. Daí que além de seus livros de receitas já lançados, chegaram ao mercado uma linha de utensílios criados em parceira com ele. Um desses itens é o conjunto de colheres de medidas magnéticas. Com elas você poderá medir precisamente a quantidade necessária de ingredientes sem dificuldade. As colheres possuem ainda um imã que “gruda” as colheres uma nas outras e assim elas não ficarão perdidas dentro das gavetas da cozinha. Práticas, né? Outro item é interessante é o protetor de dedo dobrável que prevenirá “estragos grandes” na hora de cortar os alimentos. A linha ainda conta com um conjunto de facas de aço inoxidável e uma chaira (amolador de facas) que tem 25 anos de garantia pelo fabricante.

LIVROS DE JAMIE OLIVER

Existem no mercado vários livros com autoria de Jamie Oliver, muito bons por sinal, se você se interessa por boa gastronomia vale a pena ter alguns em sua coleção, vamos ver alguns livros e a sua média de preços !!

Revolução na Cozinha
Oliver/Jamie Editora Globo
Faixa de preço: R$ 70,00 a R$ 80,00

A Itália de Jamie

Oliver/Jamie Editora Globo
Faixa de preço: R$ 70,00 a R$ 80,00

Jamie em casa
Oliver/Jamie Editora Globo
Faixa de preço: R$ 80,00 a R$ 90,00

Jamie Oliver, o retorno do chef sem mistérios
Oliver/Jamie Editora Globo
Faixa de preço: R$ 60,00 a R$ 70,00

Jamie Oliver o chef sem mistérios
Oliver/Jamie Editora Globo
Faixa de preço: R$ 60,00 a R$ 70,00

A América de Jamie Oliver
Oliver/Jamie Editora Globo
Faixa de preço: R$ 70,00 a R$ 80,00
Então galera ta ai, mais um post sobre um cara fantástico ótimo na cozinha e melhor ainda na televisão, espero que tenham gostado, essa é a vida de Jamie Oliver que como muitos dizem o revolucionário da cozinha amado por muitos e odiado por outros tantos, até mais logo logo estarei aqui de novo. Um abraço e espero que tenham gostado do Post.
Quer saber mais sobre Jamie ?? visite o WordPress Jamie Oliver Brasil!!
Texto: Filipe Bacar
Pesquisa: Luis Paulo Carminatti
Fontes: Revista Caras , e Jamie Oliver Brasil.

Ferran Adriá, o inovador ?

E ai galera? Tudo bom com vocês ?  Bom, vou falar um pouco pra vocês nesse post sobre um dos maiores Chefs de Cozinha do mundo, Ferran Adriá, vamos saber como ele começou, o que faz atualmente, etc.

Ferran Adriá nasceu no dia 14 de maio de 1962 no L’Hospitalet de Llobregat (arredores de Barcelona), na Espanha.

Adriá começou sua carreira culinária em 1980, precisando de dinheiro para passar as férias em Ibiza ele conseguiu um emprego de lavador de pratos no hotel Playafels em Ibiza, foi seu primeiro contato com a gastronomia, mais tarde o Chef da Cozinha lhe ensinou as técnicas da tradicional culinária espanhola. Mais tarde Adriá retorna a Barcelona trabalhando em vários restaurantes até conseguir um emprego que foi muito comemorado no Finisterre. Adriá deixou o Finisterre para cumprir o Serviço Militar na Marinha Espanhola, ele era membro da equipe do capitão-general da cozinha e finalmente foi responsável pela cozinha, pela primeira vez na vida.

Em 1983 Ferran deixou o serviço militar e teve uma oportunidade no até então desconhecido El Bulli (está localizado na pequena cidade de Roses, na costa da Catalunha, cerca de duas horas ao norte de Barcelona, no final de uma estreita, sinuosa estrada de montanha.) Hoje o El Bulli possui 3 estrelas no guia Michelin e é o melhor classificado restaurante do mundo pela revista Restaurant.

El Bulli

No final dos anos 1980, Adriá começou a realizar experimentos na cozinha, que mudariam para sempre a posição do El Bulli na história da gastronomia. Essas experiências são associadas a Gastronomia Molecular, que é a aplicação da ciência para práticas culinárias e os fenômenos da cozinha. Suas criações são projetadas para surpreender e encantar seus convidados, mas a importância do sabor é sempre o objetivo final.

Sopa sólida de letras, uma das criações de Adriá

Sua mais conhecida criação é uma “espuma de culinária”, que é utilizada por chefs de todo o mundo (inclusive Alex Atala). A espuma culinária é formada por sabores naturais (doce ou salgado) misturados com um agente gelificante natural. A mistura é colocada dentro de uma garrafa de chantilly, onde reage com o óxido nitroso e é transformada em uma espuma (assim com o chantilly.)

Caipirinha de Nitrogênio

O El Bulli funciona seis meses por ano (de 28 de março a 30 de setembro) com 58 pessoas trabalhando para atender, a cada noite, apenas a 50 comensais que, em geral, fizeram suas reservas com um ano de antecedência ou mais, já que Adrià passa os outros seis meses do ano aperfeiçoando receitas em seu laboratório/oficina, ‘El Taller’, em Barcelona.

Ravioli Molecular

Ferran Adrià esteve no Brasil em novembro de 2009, para participar do evento Mesa Tendências, organizado pela revista “Prazeres da Mesa”, no campus Santo Amaro do Senac, em São Paulo. Junto com ele uma delegação de grandes chefs espanhóis também participaram do evento, como Juan Mari Arzak – o primeiro a receber a cotação máxima (três estrelas) do guia “Michelin”.

Biscoito de Arroz e Parmesão

Ferran Adria tem sido chamado de o maior chef do mundo. Não sei se diria o melhor ,porém um dos mais criativos sem dúvida alguma. A Revista Gourmet têm se referido a Ferran como o “Salvador Dali da cozinha”

Espero que tenham gostado do post, e possam ter conhecido um pouco do que seja talvez a pessoa mais inovadora que já passou por uma cozinha, nos próximos posts falarei um pouco mais da cozinha molecular que é tendência nos restaurantes do mundo todo, um abraço a todos, até a próxima !

Luis Paulo Carminatti.

EL BULLI.

Cala Montjoi, a 6 km de Roses (Girona)

Fone:34 972 150 457

Preço: média de US$ 100 (menu degustação)

www.elbulli.com

Imagens: google.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 56 outros seguidores