Vodka, simplesmente Vodka !!

E ai pessoal? Como vão vocês ?? Só esperando o carnaval ? (pra quem gosta) ou só esperando o carnaval passar ? (pra quem não gosta muito como eu haha).

Então queria aproveitar e dar os parabéns para minha amiga Ana que passou no vestibular para Quimica na UFSCAR e ainda ta esperando o resultado da USP e tenho certeza que ela vai passar também ;D.

Bom vamos ao que interessa, e realmente isso interessa a muitos leitores que eu conheço haha, hoje vamos falar dela, a amada Vodka.
Ao contrário de muitos outros destilados cujos master blenders ficam anos aperfeiçoando a receita e o sabor pela adição de especiarias ou processos de envelhecimento em barris das mais variadas madeiras, a vodka tem por intuito simplesmente ser álcool.

Lógico que hoje existem diversas opções , aromatizadas e outras  por aí, mas hoje falaremos da original e pura  wodka (“aguinha”, diminutivo de woda, água em russo e em polonês), o destilado mais consumido no mundo, e o destilado mais consumido no Brasil, principalmente em casas noturnas e festas, quem nunca viu alguém tomando uma vodka ??

Pura é até mais difícil, mais acompanha de um refrigerante e hoje em dia mais ainda de um energético já virou moda no noite-a-noite dos brasileiros, principalmente no Estado de São Paulo que é maior consumidor no Brasil, bom galera, vamos começar falando da origem da querida “aguinha”, depois do seu processo de produção e depois algumas dicas de compra ok ? vamos começar. 0/

O nascimento da aguinha russa

Os primeiros registros do termo wodka datam do início do século XV (1405, Sandomierz, Polônia). Era uma água destilada de grãos enriquecida com camomila para tratar a pele irritada após a barba. Foi durante o feudalismo russo que a obtenção de álcool a partir de praticamente qualquer coisa que fosse possível se fermentar popularizou a água que passarinho não bebe, muito requisitada perante os impiedosos invernos do país dos Czares.

Foram justamente os últimos imperadores russos que tiraram maior proveito da afeição de seu povo pela bebida, chegando a decretar a produção de vodka como monopólio do estado, durante o reinado do Czar Nicolau II, quando viram crescer fortunas nos cofres de industriais como Piotr Smirnov (anos depois conhecido mundialmente por sua marca Smirnoff). Eles perceberam a possibilidade de aumentar ainda mais a arrecadação do estado, cujos impostos sobre a bebida já correspondiam a um terço de tudo que entrava nos cofres públicos.

Tamanha é a importância desta bebida na história russa que até Dimitri Mendeliev (o cara da tabela periódica) se envolveu com estudos de melhorias do processo de destilação, como comprova sua tese de 1865: A combinação da água e do álcool.

Resultado desse percurso histórico: no final do milênio passado a média de consumo de vodka de aproximadamente 80% da população masculina russa era de, pasmem, 110 litros por ano.

Processo de Destilação

Costuma-se dizer na Rússia que fazer vodka não é mais difícil que fazer sopa. Uma grande parcela da população tem em casa seus próprios apetrechos para fazer o samogon, uma forma rudimentar de vodka não com mais de 50% de álcool, ou seja, pega fogo, praticamente faz o carro andar e  intoxica fortemente (já pensaram a ressaca disso ?) Prova disso é que, segundo a revista Times, no ano de 2008 mais de 19.000 pessoas morreram intoxicadas por essa vodka artesanal, ou seja, russos fiquem com a sopa pelo menos não tem indícios de mortes haha, e definitivamente vodka não é coisa de fazer em casa, então não esperem por uma receita da mesma na nossa coluna “sim, nós podemos fazer” haha.

Destilar vodka consiste basicamente em por  cevada, milho, trigo, centeio, ervas, figos ou batatas em água quente em fogo constante sem deixar ferver, apenas para inchá-los. Deixa-se em infusão por um tempo e acrescenta-se a levedura para fermentar os grãos. Após um tempo obtém-se um caldo levemente alcoólico, destilado várias vezes para separar o álcool do excesso de água e eliminar impurezas.

Estamos falando de um país basicamente agrário onde abundam variedades de grãos que, somando-se à propensão histórica dos russos para consumir vodka, tornam o acesso à matéria-prima perigosamente fácil. Qualquer camponês pode desenvolver seu equipamento de destilação e produzir sua própria vodka em casa. Embora muitos morram tentando haha, um caminho extremamente fácil para virar alcoólatra, ou um defunto não?

Existem 4 critérios principais na hora da escolha de sua Vodka:

1. Preço: Considere o uso e a quantidade. Se você quer fazer uma cocktail party, uma vodka entre R$16,00 e R$ 25,00 pode satisfazer perfeitamente suas necessidades, e até tem umas mais baratas ainda, mais ai já é apelar né gente ? Balalaikas e Askovs da vida só pra acender churrasqueira, nada mais. Por ser uma bebida de sabor neutro a maioria das pessoas não consegue diferenciar por marca ao misturar com outros ingredientes de um drink. Nesta faixa de preço as mais aconselháveis são Smirnoff, Skyy e Orloff, que são vodkas honestas.

2. Região: Muitas opções no Leste  Europeu (Rússia e Polônia), Europa ocidental (França, Suécia, Itália e Holanda) e ainda as diversas destilarias boutique que pipocam em centros urbanos como Estados Unidos e Inglaterra.

Nesta categoria, as melhores são as super premium francesas Grey Goose e Ciroc, e a polonesa Belvedere. Também importantes são a holandesa Ketel One, a sueca Absolut, as russas Smirnoff Black e Stolichnaya, a finlandesa Finlandia e a polonesa Wyborowa, vamos falar um pouco de cada uma dessas maravilhas:

Grey Goose: A Vodka Grey Goose é reconhecida mundialmente como uma das melhores marcas do mundo na categoria super premium; recebendo vários prêmios como o do Beverage Testing. Produzida na região de Cognac, França, sua composição reúne os melhores grãos franceses produzidos na cidade de Beauce e água mineral filtrada da fonte Genté. O sabor puro e refinado se deve a seu processo de destilação, que acontece em 5 fases. Cada uma das fases deixa a vodka mais aveludada, suave e refinada. O resultado é um sabor suave, amanteigado e arredondado, que se dissolve na boca, deixando uma lembrança duradoura e perfeita.

Preço: R$ 225,00 a R$ 280,00
Graduação Alcoólica: 40%
Quantidade: 750ml

Ciroc: Ao contrário da maioria das vodkas, a base de grãos, Cîroc é produzido a base de uvas nobres. Sua essência são as uvas Mauzac Blanc e Ugni Blanc, cultivadas em Gaillac, região de origem dos mais nobres vinhos franceses. Seu processo de produção, quase artesanal, utiliza fermentação fria, que mantém o frescor e as características marcantes da uva.

Preço: R$230,00 a R$280,00
Graduação Alcoólica: 40%
Quantidade: 750ml

Belvedere: a primeira vodka de luxo no mercado brasileiro. Desde o século XV, as vodkas mais finas do mundo são produzidas por experientes destiladores da Polônia. Belvedere, que significa “bonito de se ver”, é o nome do Palácio Presidencial da Polônia. Um título apropriado para aquela que, talvez, seja a vodka mais suave do mundo. Belvedere, a primeira vodka de luxo, é elaborada segundo uma tradição de mais de 500 anos e com um único tipo de grão, o centeio dourado Dankowskie, que só se desenvolve na região de Mazovia, na Polônia.

Preço: R$180,00 a R$220,00
Graduação Alcoólica: 40%
Quantidade: 750ml

Ketel One: destilada em cobre de alambique com 100 % trigo e filtrada por carvão a granel. É criada em quantidades limitadas, artesanal, para preservar a sua qualidade excepcional. Apenas o coração do destilado, o centro de cada lote, é considerado para ser chamado Ketel One.

Preço: R$70,00 a R$110,00
Graduação Alcoólica: 40%
Quantidade: 750m

Absolut: é uma marca de vodka sueca fundada em 1879 por L.O. Smith na pequena cidade sueca de Åhus. Revolucionou a fabricação de vodca por meio do processo com: Trigo de inverno selecionado, água da própria fonte e destilação contínua, um processo que remove todas as impurezas da vodka, mantendo o caráter suave e notável pureza, por esta razão a Absolut é uma vodka premium de grande qualidade.

Preço: R$55,00 a R$80,00
Graduação Alcoólica: 40%
Quantidade: 1000ml

Smirnoff Black: tradicional vodka russa, saboreada outrora por czares e nobres. Seu método centenário de produção de quatro destilações, sendo a última e definitiva feita em alambique de cobre, resulta em um paladar aveludado, marcante e sofisticado.

Preço: R$50,00 a R$70,00
Graduação Alcoólica: 40%
Quantidade: 1000ml

Stolichnaya: É uma vodka Premium produzida, engarrafada e importada da Rússia, o país da vodka, cuja qualidade vem sendo aprimorada há mais de oito séculos. A Stolichnaya é a vodka russa mais vendida no mundo. Seu sabor é suave. A stolichnaya pode ser apreciada pura e gelada no tradicional estilo russo.
Ideal para se fazer drinks e coquetéis. Uma caipirinha feita com a Stolichnaya é leve e saborosa.

Preço: R$65,00 a R$85,00
Graduação Alcoólica: 40%
Quantidade: 1000ml

Finlandia: única do mundo a utilizar águas cristalinas provenientes da filtragem natural ocorrida em rochas da era glacial (Glacial Moraine), o que lhe confere altos índices de pureza. No processo de fabricação são utilizados somente grãos de cevada com os menores teores de gordura que existem. Eles são especialmente agraciados pela ocorrência do “sol da meia-noite”, beneficiando-os com mais nutrientes. Ideal para ser consumida pura “on the rocks” ou em drinks, e principalmente em Caipiroskas, devido ao alto grau de neutralidade que destaca muito os sabores das frutas. A vodka Finlandia foi eleita pelos russos, em uma pesquisa realizada nos Estados Unidos (Revista “Russian Life”), como a melhor vodka entre as dezesseis principais marcas do mundo.

Preço: R$99,00 a R$130,00
Graduação Alcoólica: 40%
Quantidade: 1000ml

Wyborowa: Uma bebida para ser degustada por refinados paladares e amantes do centeio. A Wyborowa é conhecida como a vodka da moda e esta presente nas melhores festas do mundo. Ganhadora de 22 medalhas de ouro e vários troféus em feiras internacionais.

Preço: R$59,00 a R$99,00
Graduação Alcoólica: 40%
Quantidade: 1000ml

3. Graduação alcoólica: Vodkas são feitas com índices entre 30 e 60% de álcool. As russas tipicamente ficam na faixa dos 40 % (80 proof). O samogon, por exemplo, tem pelo menos 50%.

4. Matéria-prima: Vodkas mais baratas tendem a ser produzidas com uma combinação de ingredientes abundantes, logo mais baratos, como sorgo ou milho. Já as premium são feitas de um único ingrediente, como trigo, batata ou uva.

Modos de beber

Por seu sabor neutro, a vodka tornou-se uma das mais versáteis bases de drinks, presente na maioria dos cardápios pelo mundo afora. Para degustá-la pura, no entanto, escolha uma das seguintes formas:

Fria como na Rússia: Antes de consumir sua vodka, deixa ela uma temporada no freezer de sua casa. Isso proporcionará cremosidade e intensidade no sabor da bebida. Algumas horas já são suficientes e, se possível, gele o copo também.

Acompanhada: Não é aconselhável a ingestão de vodka de estômago vazio ou em carreira solo. Tradicionalmente os poloneses ingerem algumas fatias de pão com bastante manteiga antes de beber, pois a manteiga forma uma espécie de camada protetora no estômago, evitando que a bebida agrida muito suas paredes e cause azia. Belisque também alguma coisa enquanto bebe para manter seu organismo abastecido de energia e mais resistente aos efeitos do álcool.

Hidratada: Lembre-se sempre que um dos maiores incômodos de beber demais é a ressaca, intoxicação causada pelo álcool, cuja intensidade é diretamente proporcional à desidratação do corpo. Quanto mais hidratado você estiver enquanto bebe, menos intoxicado seu corpo e menores serão suas chances de ter ressaca, para não dizer que serão nulas porque afinal de contas, nulas nunca serão haha.

Então é isso galera, espero que tenham gostado e se puderem salvem o carnaval de vocês com uma Vodka de boa qualidade, afinal seu estomago e seu corpo merecem haha, até a próxima, bom carnaval pra todo mundo e viva a Vodka haha  0/.

Luis Paulo Carminatti.

Anúncios

25 respostas para “Vodka, simplesmente Vodka !!

  • tipsEtrips » Vodka

    […] Outra vodka DELICIOSA, que a Licinha também me apresentou é a Belvedere: “a primeira vodka de luxo no mercado brasileiro. Desde o século XV, as vodkas mais finas do mundo são produzidas por experientes destiladores da Polônia. Belvedere, que significa “bonito de se ver”, é o nome do Palácio Presidencial da Polônia. Um título apropriado para aquela que, talvez, seja a vodka mais suave do mundo. Belvedere, a primeira vodka de luxo, é elaborada segundo uma tradição de mais de 500 anos e com um único tipo de grão, o centeio dourado Dankowskie, que só se desenvolve na região de Mazovia, na Polônia.” (fonte: aqui) […]

  • MarcosVieira

    Cara, sempre curto Wyborowa ou Smirnoff (red) (tradicional). Semana passada deixei uma ORLOFF no freezer, e a danada congelou. Antigamente não congelava. Pioraram a qualidade, infelizmente.
    Smirnoff (nacional) não congela.
    parabenz pelo post.

    • gastronomiacontemporanea

      Pois é Marcos, a qualidade vem piorando mesmo, realmente a smirnoff não congela, a SKY e a Orloff ja me disseram que congelam mesmo, infelizmente aqui no Brasil vender barato é sinonimo de produto de baixa qualidade, obrigado

      • Don

        Aí depende, vodkas congelam a -20° e existem alguns freezes que quando desregulados chegam a essa temperatura.

  • @blogvitorianow

    Um post Eliticamente perfeito… Dou muito valor a Vodka .

  • Leonardo Araujo

    Muito bom esse Post…..A vodka é minha bebiba favorita…misturada com ma tubaína entaum……show de bola!!!

  • Tassia

    Não tem como não ser um leitora assídua com tanta informação boa.
    Ahh a Vodka *__*
    Muito bom esse post!!
    beijo

  • RicardoTedeschi

    sérião cara, num consigo lembrar de outro lance…
    Vodka = Pudim falando da balalaika com gatorade de franGoesa indo pro mix festival…
    iuAEHUIaehuiAHEIUaehiuAEHUaehuIUah

    demais mano.

  • Rachel

    Gentee, que maravilha,adorei esse post Luis, o melhor de todos ;D beijãoo!!

  • Ana Flávia

    Ah Luis, como você não colocou informações sobre a Natasha? Ela realmente comanda em todas as festas de São Carlos hahaha
    Parabéns pra minha futura bixete ;D
    E adorei o post viu! Muitas informações interessantes hehe
    Beijos

  • Sabrina *_*

    Luhh *_* Parabéns Ameeeeeeeeeeeeeeeeeei esse post Literalmente (:

  • Lia

    Nossa, demais esse post Luis, super informativo, adoro vodka, agora sei várias coisas xD, como sempre adorei seu texto, super bem humorado, continue assim, parabéns e um beijo =D

  • Jesebel Marchione

    Ual, incrivel o post Luis, cada vez ta melhorando eim ? continue assim, li tudo e amei, ótimo texto como sempre, beijão e parabéns mais uma vez !!

  • Vivi

    OMG !! Que post é esse ? é uma tentação sem tamanho haha,adooorei de verdade, tudo, as informações o texto, seus textos são muito bons Luis, de verdade, tenta vender isso sei lá rsrsrs Beijão e parabéns ;D

  • Santucci

    Ora, como não podia ser.
    A Vodka é uma das bebidas de mais tradição no mundo, assim como Saquê, Cerveja e Vinho.
    Lógicamente nós simples mortais brasileiros estamos mais acostumados a tomar uma Baikal ao invés de degustarmos com prazer uma Grey Goose.
    Vai uma dica. Se colocar um pouco de Vodka na mão e esfregar até secar e ficar cheiro, aroma de alcool, caia fora. Isso serve para whisky.

  • Beatriz

    ahahah Adorei o post! E fala pra sua amiga Ana que se ela vier pra São Carlos ela vai achar vodka Natasha a melhor de todas! ahhahaha =)

  • Sophia

    M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O o seu Post Luis, amei muito, totalmente informativo, bem humorado, seus textos estão realmente muito bons, e as vodkas? o que falar delas ? tomei todaas essas já haha, parabéns mais uma vez, beijo =)

  • Anna

    Acho que mais posts sobre bebida seriam bem interessante 😛
    Hahaha, parabéns pelo blog ;D

  • Caah

    noooooooooooooossa , a melhor coisa qe exiiste *-*


  • ADOREIIIIIIIIIII!
    Nem preciso dizer pq né?! haha Ótimas nformações.
    =)
    Muito bom Lu *.*

  • Laís

    nooossa é exatamente o que tava faltaandoo no blog! bebidaaa! hahahahahha agora sim , ta completo! rs
    adoreeei!

  • Luiza

    Lu! Nem preciso comentar né?
    Você sabe que é bom no que faz.
    Adorei a escrita, e as tiradas também são muito boas.
    Beijos querido

  • Ana

    Luu, muito obrigada pelos parabéns!!
    Continue torcendo por mim =)
    Beijão!

  • Thaísa

    primeiraa ?? hahaha que honra em :p
    adoreii sabe mais sobre a bebida que eu mais gosto kkkk
    sabe luu, representando sempre com os melhores post’s ;*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: