É tudo sobre malte !!!

E ai galera como estão ? Morrendo de frio ? Aqui ta complicado viu…

Vamos continuar hoje nossa saga pelo mundo das cervejas de verdade haha, no ultimo Post falamos sobre degustação e agora vamos falar sobre o Malte, em especial da cevada, vamos começar ?

A cerveja é um produto agrícola que nasce num campo de grãos dourados, agitados pelo vento – geralmente, cevada. Depois da colheita os grãos são levados para uma maltaria onde tem inicio o mágico percurso que acaba no copo. No jargão cervejeiro, o malte ou cevada maltada era conhecido como a “alma” da cerveja, a matéria prima que tem capacidade alquímica de proporcionar cor e aroma, bem como a rica e característica combinação de sabores. Não pode haver cerveja sem malte, pois ele fornece os açucares essenciais para que a levedura se alimente durante a fermentação,cujo subprodutos são dióxido de carbono e álcool.

Cevada

A cevada cultivada para a produção de cerveja é de duas ou seis carreiras.
A de duas carreiras é comum na Europa, e os cervejeiros americanos tem usado tradicionalmente a de seis carreiras, em parte devido ao custo, mas também porque ela funciona bem associada com arroz e trigo, completamente habituais nas cervejas fabricadas pelas maiores cervejarias.

Plantação de cevada

Escolha do Grão

Existem diversas variedades de cevada. No Reino Unido, bem como no caso de alguns cervejeiros americanos, Maris Otter (variedade de cevada comumente utilizados na produção de malte para a cerveja da indústria. A variedade foi criada pelo Dr. GDH Bell e sua equipe de melhoristas de plantas em Cambridge . Foi introduzida em 1966 e rapidamente tornou-se uma variedade dominante devido ao seu baixo teor de azoto superior e características de malte.) é a preferida, sendo Golden Promise e Optic menos utlizadas.

Se a cerveja se classifica em estilos , a cevada também tem suas variações. Na Grã-Bretanha e na Bélgica usa-se cevada plantada no inverno, enquanto os cervejeiros alemães e checos preferem cevada plantada no verão, mais leve e adocicada.

Grãos de cevada

Germinação

O primeiro passo do processo de maltagem é desencadear a germinação dos grãos. Isto ajuda a produzir enzimas que decompõe o amido nos açucares solúveis essências do malte.

Esse processo consiste em embeber os grãos em água e depois espalhar para que sequem. Os grãos devem ser virados várias vezes por dia para evitar que as radículas (primeira parte da semente a emergir durante a germinação) surgidas se enrolem umas nas outras. O talento do malteiro consiste em saber quando interromper a germinação (fácil né ? haha) depois disso os grãos seguem para secagem em estufa.

Estufas gigantes usadas em grandes cervejarias

Secagem em Estufa

Tempos mais curtos de secagem resultam em maltes levemente curados, que dão o tom dourado a Ales e Lagers. Um repouso mais longo na estufa de secagem resulta em maltes mais escuros e cor, corpo e sabor mais profundos.

Pilsner elaborada com malte caramelo

Cor

Embora não revele tudo, a cor de uma cerveja indica quais foram os maltes utilizados. O malte preto é usado nas cervejas muito escuras como as Stouts; as Ales Âmbar costumam conter malte marrom ou cristal; nas cervejas tipo Pilsner usa-se com freqüência malte caramelo para conferir leveza e um toque doce.

Dry Stout elaborada com malte preto

Outros grãos malteados

Malte de trigo

Malte de trigo, por razões óbvias, é essencial na fabricação de cervejas de trigo (quem diria não ? haha), sendo até 100% da matéria-prima, incluindo a Weissbier alemã e também a Weizenbier. O trigo também é utilizado em cervejas feitas à base de malte de cevada (3-10%), porque suas proteínas cedem à cerveja uma sensação mais encorpada e uma estabilidade de espuma maior. Outros benefícios são a melhor clarificação da cerveja e o paladar mais encorpado.

Red Ale elaborada com malte marron

Por outro lado, o malte de trigo possui consideravelmente mais proteínas do que o malte de cevada, geralmente 13 a 18%, e consiste primariamente de glutens, que podem resultar em turvação da cerveja.

Comparado ao malte de cevada, ele possui um extrato ligeiramente mais elevado, especialmente se o malte é moído um pouco mais fino do que o malte de cevada. Maltes de trigo europeu possuem normalmente menos enzimas do que os maltes americanos, provavelmente por causa das técnicas de malteação ou pelas variedades de trigo utilizadas.

Weizenbier elaborada com malte de trigo

Malte de centeio

Malte de centeio, como o malte de trigo, não possui cascas. Ele rende menos extrato do que os maltes previamente citados e é ligeiramente mais escuro do que o malte de cevada ou de trigo. Malte de centeio possui um sabor muito pronunciado e pode ser excessivo se for usado em quantidades elevadas na elaboração de cerveja. Adições de malte de centeio menores que 5%, cedem um paladar agradável para a cerveja. Malte de centeio pode dar uma coloração avermelhada à cerveja.

Cerveja feita de malte de centeio, não são muito fáceis de se encontrar

É isso galera, chegamos ao final de mais um Post, espero que tenham gostado, apesar de ser um texto meio “pesado” por se ter muitos termos técnicos é algo que temos que saber se realmente quisermos aprender sobre cervejas, até a próxima, abraços 0/

Ahh ia me esquecendo, COMENTEM POR FAVOR hahaha !!!

Fonte: O Livro da Cerveja

Luis Paulo Carminatti

Anúncios

25 respostas para “É tudo sobre malte !!!

  • Samara

    Muito legal o Post, to ansiosa pra ler sobre os copos tbm ;D

    Beijo

  • Marina

    Ah, eu não gosto de cerveja…mas com um post tão bem organizado é impossível não comentar, né?
    Parabéns pelo blog…ele continua muito bom!!
    Ah, as fotos também…super bem escolhidas 🙂

    Beijos, Lu!

  • Valéria

    Muito bom o Post, interessante demais o processo da cerveja, não imaginava que envolvia tantos aspectos, está de parabéns =)

  • Vivi

    Adoreeei Luis, muito bem explicado, linda a foto da Guinness *__* morri de vontade rsrs

    Beijão ;D

  • Tassia

    Curti isso
    muito legal saber como tudo começa para fazer cerveja… a escolha da cevada e tudo mais!!
    gostei =D
    beijo

  • Babi

    Nossaaa, não fazia ideia que era tão difícil assim fazer cerveja =O

    Gostei do Post, relaxa que ta técnico mas ta bem legal ;D

  • Rebeka Ljumberg

    Olá, mais um ótimo Post, gosto muito de cervejas, penso em fazer um curso de sommelier de cervejas depois que terminar a facul, gostei muito do seu Post, queria aprender mais !!

    Você Pode me indicar algum livro sobre o assunto, esse que você usou é bom ?

    PS: A minha professora amou meu trabalho sobre sorvetes, usei muitas coisas do seu Post do Ben & Jerry’s, Obg denovo xD

    • gastronomiacontemporanea

      Olá Rebeka, faça sim, é uma área super legal, estou pensando em fazer também =D
      Então tem esse que eu usei, O Livro da cerveja, ele fala mais das cervejas mesmo em si,
      dos principais países, tem ficha de degustação essas coisas, e tem o Larousse da Cerveja
      que é muito bom tbm !
      Haha que bom, parabéns pelo teu trabalho !!

      • Rebeka Ljumberg

        A muito obg, já estou dando uma olhada nos preços aqui na net, os dois parecem ser muito bons, fica a dúvida agora rsrs

        Beijo

  • Leonardo Vianna

    Excelente seu Post sobre Malte, ótimo texto, apesar de estar cheio de termos técnicos estão bem explicados.
    Gosto muito de cerveja, e acho o processo de produção maravilhoso.
    Sucesso para você, continue escrevendo assim.

  • Lia Zimerman

    Lu que legal, eu lembro que no outro Post eu comentei que queria saber isso, muitoo legal, adorei !!

    Eu achava que era outro tipo de malte para fazer as cervejas mais escuras, não que era o mesmo que ficava mais tempo na estufa, muito show, adorei xD

    Parabéns pelo Post, beijoos !!

  • Tamiiires

    Adorei esse pooost lu, acho que isso foi a melhor coisa que ja produziram no mundo tooodo HAHAHAH

  • Vinicius Assumpção

    Nossa véi, é bem complexo essas coisas ein?! Pelo menos pra mim. Mas depois que ela fica pronta, vale a pena cada processo! iofdoifjsiojgsd

    Abraço e parabéns pela diversidade e qualidade do blog. Sempre coloca as informações de um modo em que podemos entender, questionar e o pior, passar vontade! kkkk 😀

  • Sophia

    Que ótimo Post Luis, adorei, o malte faz toda diferença então =O

    Nunca imaginei que era tão complexo, e que tinham tantos tipos :S

    Gostei muito, aprendi mais uma coisa aqui =D

    Beijo

  • Jesebel Marchione

    Haa Luiis, bem que você me disse mesmo que iria fazer sobre malte né, adorei, muito interessante viu !!

    To esperando o dos copos agora rsrs, vai ser o próximo ?

    Que curiosa né rsrs

    Beijo beijo !

  • Naty Santoro

    Que legal esse Post, muito interessante, e tem gente que diz que cerveja é coisa simples não é ?
    Acho que cerveja ruim deve ser coisa simples rsrs

    Parabéns pelo Post, ta excelente !

  • Rachel Herbert

    Gostei muito Luis, a relaxa com o texto, não da pra vc fazer tudo ficar engraçado rssr

    Muito legal a parte que fala do malteiro, que ele tem que parar a germinação, imagina o quanto o cara não tem que ser bom =O

    Beijoss

  • Livia Baker

    Adorei Luis, não ta pesado não, ta simpatico como sempre ;D rsrs

    Me diz, o malte de trigo também é torrado ??

    Sou chata né, fico perguntando rsrs

    Beijãoo

  • Vinicius

    Aoooooo
    Altamente culto, e tecnico esse post!
    MAS

    É sobre cerveja, entao todo conhecimento é util1
    AUIHEuiAEhuiaheuiahe
    Curti mto!
    xD

    Abração

  • Sara

    Adorei Luis, relaxa, o texto não fico pesado não, o que é interessante é fácil de se ler xD

    Muito bom, agora já sei sobre os tipos de malte, posso folgar com as pessoas qndo for falar de cerveja rsrs ;D

  • Marco Deidic

    Excelente Post, informações realmete necessárias para pessoas que amam cerveja como eu.

  • Natalia Ayub

    Oi meninos,
    adorei o novo post hahah assunto que eu gosto MUITO..
    parabens o blog ta cada vez melhor
    Luis Paulo ta viciado no blog huioashdioadha
    beeeeijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: